Pular para o conteúdo principal

[Python] - Executando duas versões no mesmo computador.

Recentemente iniciei um treinamento de segurança usando Python e uma das tarefas era descobrir como usar duas versões diferentes do Python no mesmo computador.

Basicamente, a ideia é criar dois ambientes virtuais de execução do Python e ter a capacidade de pular de um ambiente para o outro.

Então, claro que preciso ter duas versões diferentes do Python instaladas na máquina:

root@darkside:~# which python2.7
/usr/bin/python2.7
root@darkside:~# which python3.5
/usr/bin/python3.5

Para criar os ambientes virtuais distintos para cada uma dessas versões vamos precisar do virtualenv:

root@darkside:~# pip install virtualenv

Criando o ambiente virtual do Python 2.7:

root@darkside:~# virtualenv -p /usr/bin/python2.7 vpy2.7
Running virtualenv with interpreter /usr/bin/python2.7
New python executable in /root/vpy2.7/bin/python2.7
Also creating executable in /root/vpy2.7/bin/python
Installing setuptools, pip, wheel...done.

Criando o ambiente virtual do Python 3.5:

root@darkside:~# virtualenv -p /usr/bin/python3.5 vpy3.5
Running virtualenv with interpreter /usr/bin/python3.5
Using base prefix '/usr'
New python executable in /root/vpy3.5/bin/python3.5
Also creating executable in /root/vpy3.5/bin/python
Installing setuptools, pip, wheel...done.

Poderemos perceber a criação de dois diretórios no local onde foram executados os comandos acima:

root@darkside:~# ls -l

drwxr-xr-x 6 root root 4096 Apr 9 23:32 vpy2.7
drwxr-xr-x 5 root root 4096 Apr 9 23:39 vpy3.5

Para habilitar o ambiente virtual que queremos precisamos executar o arquivo bin/activate dentro do diretório que representa o ambiente que queremos entrar. Por exemplo, entrando na versão 3.5:

root@darkside:~# source vpy3.5/bin/activate
(vpy3.5) root@darkside:~#
(vpy3.5) root@darkside:~# python -V
Python 3.5.2+

Para sair do ambiente virtual basta chamar o comando "deactivate":

(vpy3.5) root@darkside:~# deactivate
root@darkside:~#

Essa é uma habilidade simples, mas muito importante!

Abraços,
:wq!

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

CentOS 7 + OMD (Open Monitoring Distribution )

yum install wget -y
wget https://labs.consol.de/repo/stable/rhel7/x86_64/labs-consol-stable-1.3-1.rhel7.noarch.rpm
yum localinstall labs-consol-stable-1.3-1.rhel7.noarch.rpm -y
yum install omd -y
Após a instalação ser concluída, crie e inicie a nova instância do OMD:

omd create nome_do_siteomd start nome_do_site
Para visualizar e alter algumas configurações :

omd config nome_do_site
== OBS
O firewall do CentOS não permite conexões às porta 5000 por padrão (A porta 5000 é a default para o primeiro site OMD). Uma solução rápida (apenas em laboratório):

iptables -F
== Acesse o servidor:
http://ip_do_servidor:5000/nome_do_site
Usuário: omdadmin
Senha: omd

== Main informações
Mais informações em: http://omdistro.org/

OpenVPN no CentOS

Oba oba!!! \0/
Estou de volta para guardar mais uma informação útil! A instalação do OpenVPN no CentOS. Vou mostrar aqui de maneira bem direta a instalação e configuração que já realizei em diversos ambientes.

STARTING...


1. Instale o repositório RPMForge:
wget http://packages.sw.be/rpmforge-release/rpmforge-release-0.5.1-1.el5.rf.i386.rpm rpm --import http://apt.sw.be/RPM-GPG-KEY.dag.txt rpm -K rpmforge-release-0.5.1-1.el5.rf.*.rpm rpm -i rpmforge-release-0.5.1-1.el5.rf.*.rpm

2. Verifique se o RPMForge aparece na lista de repositórios:
yum check-update
3. Instale o OpenVPN yum install openvpn -y
4. Iniciando a configuração: cp -pra /usr/share/openvpn/2.0/easy-rsa /etc/openvpn cd /etc/openvpn/easy-rsa . ./vars ./clean-all ./build-ca

5. Criando a chave para o servidor:
./build-key-server server

6. Criando a chave para o cliente:
./build-key cliente

7. Gerando um Diff Hellman (DH) no servidor:
./build-dh
dentro do diretório /etc/openvpn/ encontra-se um arquivo chamado server.conf (se não exist…

[VMWare ESXi 6] - Suporte à placa de rede Realtek 8139

Essa placa não é suportada nativamente pelo ESXi. Para usar uma dessas placas precisei seguir os assoa abaixo:

Envie para o datastore o seguinte arquivo: https://www.dropbox.com/s/840jcwj93yed1wr/rtl8139.vib?dl=0

Execute essa sequência de comandos via SSH:

esxcli software acceptance set --level=CommunitySupported
esxcli software vib install -v /vmfs/volumes/datastore1/isos/rtl8139.vib

Reinicie o sistema e a placa deverá ser reconhecida.

:wq!